Infelizmente é natal

A chuva parece um choro manso, faz música triste. É natal, infelizmente, é natal. Hoje é de dia de peru, roupa nova, família reunida, presentes e de um velho risonho que carrega um grande saco de felicidade.




Hoje é natal, infelizmente, é natal. Deixei para comprar o peru em outra data, ele vira moda no natal e fica mais caro, usarei a mesma roupa do ano passado e ficarei vestido do mesmo jeito, a família está espalhada e continuará espalhada, até porque é tempo de se isolar para garantir que a família nunca se separe para sempre.  O velho risonho de saco grande de felicidade nunca me enganou, desde cedo descobri o preço da angústia de cada presente negado. Papai Noel sempre foi uma grande verdade cheia de mentiras. Hoje é natal, infelizmente, é natal.  Não terão presentes para as casas que não tem chaminés. Faz frio e os corpos se empilham há quase um ano, de longe parecem árvores de natal com luzes apagadas, são corpos. 
Hoje é natal. Já lavei as mãos para que no próximo ano possa te abraçar. 

Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Alexandre Lucas
Carregar Mais Em Coluna do Alexandre Lucas

Sobre Alexandre Lucas

Pedagogo, Presidente do Conselho Municipal de Políticas do Crato-CE, integrante do Coletivo Camaradas e da Comissão Cearense do Cultura Viva.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.