DICAS DE SEGURANÇA PARA ENCONTROS MARCADOS VIRTUALMENTE

Em tempos de tecnologia e diversos aplicativos de relacionamentos é necessário que as mulheres tenham bastante cuidado ao se comunicar com a pessoa do outro lado.




Coluna Júridica, Colunas

Em tempos de tecnologia e diversos aplicativos de relacionamentos é necessário que as mulheres tenham bastante cuidado ao se comunicar com a pessoa do outro lado. Pois, é fato que na maioria das vezes as pessoas não são totalmente verdadeiras durante os diálogos por meio virtual, e devido a facilidade de se comunicar com diversas pessoas em vários lugares do país e  do mundo se torna muito mais fácil ocorrer crimes e golpes advindos desses  “relacionamentos virtuais”.

Infelizmente é comum escutarmos em noticiários que encontros marcados virtualmente, terminaram de uma forma trágica, seja com estupro ou até mesmo a morte da mulher. E essa estatística só cresce, por isso muito cuidado ao marcar o encontro com seu paquera virtual, esteja sempre atenta aos sinais durante a conversa. É comum esses homens sempre se mostrarem muito românticos no início da conversa, sempre se apresentam como profissionais bem sucedidos e  dispostos a construírem uma família o mais rápido possível e serem felizes.

Primeiramente marque o encontro em local movimentado, se for possível até mesmo um lugar que você conheça o garçom, ou saiba que terá conhecidos por lá,  antes do encontro pesquise pelo nome do seu paquera virtual no Tribunal de Justiça do seu Estado para verificar se algum processo em seu nome, você também pode usar a ferramenta imagens do google para verificar se as fotos postada pelo seu paquera virtual é verídica, sempre avise aos amigos e familiares sobre seu encontro e peça que alguém entre em contato com você para saber se está tudo bem, e ao voltar para casa tente não depender de seu paquera virtual, pois lembre-se que se trata ainda de um estranho.

Sobre Raquel Costa Feitosa

Advogada, sócia do Costa&Miguel Advocacia, Bacharel em Direito pelo Centro Universitário- Unileão, Conciliadora Judicial pelo Tribunal de Justiça do Ceará- TJ/CE, Pós Graduanda em Processo Civil e Direito Educacional, Cristã e defensora do Estado Democrático de Direito como garantidor das liberdades civis e os direitos fundamentais do indivíduo.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.